Libertação da prisão – Uma nova maneira de pensar

Nas palavras do Einstein está assim:

“O Ser Humano é parte de um todo chamado por nós de ‘universo’, uma parte limitada no tempo e no espaço.

Ele experiencia a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos, como alguma coisa separada do resto – uma espécie de ilusão de ótica de sua consciência.

Essa ilusão é uma forma de prisão para nós, restringindo-nos a nossos desejos pessoais e à afeição por umas poucas pessoas próximas.

Ele experiencia a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos, como alguma coisa separada do resto – uma espécie de ilusão de ótica de sua consciência.

Nossa tarefa deve ser a de nos libertar dessa prisão alargando nossos círculos de compaixão para envolver todas as criaturas vivas e o todo da natureza em sua beleza.”

Na sociedade de hoje, fronteiras, propriedade, direitos e obrigações, contratos, responsabilidades, dinheiro etc. são naturalizado como algo óbvio, e vivemos na ilusão de que existimos como indivíduos segmentados uns de outros. Como resultado, o mundo se tornou um lugar onde os conflitos e confrontos se tornaram algo naturalizado.

Se tornou um mundo como se fosse natural, totalmente diferente de “mundo único”.

Acho que precisamos de uma “nova maneira de pensar”, livre das prisões da ficção,   baseada sim, no mundo real.

Tornar capaz de tratar a ficção como ficção, ou seja, perceber que é apenas um pensamento do ser humano torna-se um grande passo.

O “Método ScienZ”(a autoconsciência de que é o pensamento do ser humano) torna-se o ponto de partida, pela libertação dessa prisão, a inteligência original vai começar a mover, e vai tornar possível avançar fazendo a investigação “como será o real?”, ”o que realmente está acontecendo?”, como é originalmente?

Para aprender o Método ScienZ

Para experienciar o Método ScienZ, está preparado o Seminário As One

Para as pessoas que querem aprender mais o Método ScienZ, existe a Escola ScienZ.